| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

ANONYMOUS AROUND
Desde: 05/03/2013      Publicadas: 85      Atualização: 25/04/2013

Capa |  Anonymous Around  |  BRASIL  |  Politica Internacional  |  Tecnologia  |  Wikileaks


 Wikileaks

  20/04/2013
  0 comentário(s)


Telegrama sobre participação de Dilma em assaltos durante a ditadura foi revelado pelo WikiLeaks.

Thomas Shannon informa que EUA tem com Dilma "positivo relacionamento".

EUA não têm informação sobre ação de Dilma na ditadura, diz embaixador

Telegrama sobre participação de Dilma em assaltos durante a ditadura foi revelado pelo WikiLeaks.
O embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Thomas Shannon, informou por e-mail ao G1,que o governo norte-americano não tem informações sobre a suposta participação da presidente eleita, Dilma Rousseff, em assaltos a bancos e ações armadas durante o regime militar. Telegrama confidencial da diplomacia norte-americana com relatos sobre a atuação de Dilma durante a ditadura foi revelado pelo site WikiLeaks.

O telegrama faz parte de um lote de nove documentos obtidos pelo site WikiLeaks aos quais os jornais "Folha de S.Paulo" e "O Globo" tiveram acesso. Nos telegramas, não há nenhuma menção à fonte da informação a respeito da atuação atribuída à presidente eleita durante a ditadura.

"O governo dos Estados Unidos não tem qualquer informação que confirme essas alegações. Pelo contrário, temos com a presidente eleita um longo e positivo relacionamento, que começou em 1992 com um programa de intercâmbio e que continuou durante seus períodos como ministra de Minas e Energia e como chefe da Casa Civil da Presidência", afirma Shannon.

Em telegrama confidencial redigido em 2005, o então embaixador americano no Brasil John Danilovich afirma que Dilma Rousseff organizou três assaltos a bancos e planejou o assalto ao cofre do ex-governador de São Paulo Adhemar de Barros. O roubo do cofre, creditado à Vanguarda Armada Revolucionária Palmares (VAR-Palmares), grupo político-militar de oposição à ditadura, teria rendido US$ 2,5 milhões. Dilma nega ter participado de ações armadas quando militou em organizações de esquerda nos anos 60.

Informações
Os telegramas revelados pelo WikiLeaks mostram o interesse do governo norte-americano por Dilma. Em 2009, a secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton, elogiou os relatos recebidos. Os demais telegramas informam que Dilma gosta de cinema e música clássica e que adotou a mesma dieta do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
  Autor: Piolho Infernal


  Mais notícias da seção Politica no caderno Wikileaks
20/04/2013 - Politica - Alberto González divulgou documento que autoriza as técnicas de interrogatório mais cruéis em Guantánamo
Em 1903, os Estados Unidos assinam com Cuba um contrato de arrendamento perpétuo de 116 km² de terra e água na baía de Guantánamo (ilha de Cuba). O propósito seria a mineração e operações navais....
19/04/2013 - Politica - Jornalistas da Veja e de O Globo foram informantes do cônsul norte-americano durante as eleições presidenciais
Diogo Mainairdi e Merval Pereira se encontraram com o cônsul norte-americano no Rio de Janeiro para formular uma estratégia de intervenção nas eleições presidenciais de 2010 em favor de José Serra (PSDB)...
19/04/2013 - Politica - "Obama é o ciberterrorista, não eu", diz Julian Assange fundador do WikiLeaks
Julian Assange fundador do WikiLeaks, afirmou que as empresas de vigilância e espionagem massiva na internet aumentaram significantemente seu poder e acusou o presidente dos EUA, Barack Obama, de estar envolvido no processo, informou o portal Sepa Más, no último domingo (24/3)...
19/04/2013 - Politica - Sarkozy usa Bruni para fortalecer elo com o Brasil, segundo telegrama vazado
Telegrama enviado ao Departamento de Estado americano em 2009 diz que dois governos viviam "caso de amor"....
19/04/2013 - Politica - Ahmadinejad cita Brasil em conversa com Putin, revela documento vazado
Iraniano diz que "não faz nada diferente do Brasil" na questão nuclear.Russo respondeu que o Brasil "não fica no Oriente Médio"....
19/04/2013 - Politica - Wikileaks " operações ilegais do DEA com PF brasileira durante ditadura
Wikileaks " operações ilegais " No dia 17 de outubro de 1973, o embaixador norte-americano no Brasil, John Crimmins, escreveu um telegrama confidencial urgente ao Departamento de Estado chefiado por Henry Kissinger. ...



Capa |  Anonymous Around  |  BRASIL  |  Politica Internacional  |  Tecnologia  |  Wikileaks
Busca em

  
85 Notícias